Painel do Associado
Seja bem vindo ao
PAINEL DO ASSOCIADO


Voltar
RECUPERAÇÃO
DE SENHA

Atenção, enviamos o e-mail de recuperação de senha para:

Por favor, verifique seu e-mail para recuperar sua senha.

Sindicato dos Trabalhadores na Indústria Cinematográfica e do Audiovisual dos Estados de São Paulo, Rio Grande do Sul, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Goiás, Tocantins e Distrito Federal.

Voltar
Notícias
publicado em 18/05/2020 - Notícias

RÉPLICA DO SINDCINE À PRODUTORA HUNGRY MAN

Neste comunicado, o Sindcine faz uma réplica à mensagem da Produtora Hungry Man, na qual ela contesta nossa "nota de repúdio" ao protocolo unilateral por ela produzido:

A HUNGRY MAN BR LAMENTA O TOM DA “NOTA DE REPÚDIO” DO SINDCINE – E AS SUBSEQUENTES QUE VIERAM A REBOQUE – NESSE MOMENTO QUE ENTENDEMOS SER DE DIÁLOGO E UNIÃO.

A nota de repúdio do SINDCINE teve tom compatível com a atitude tomada pela Hungry Man, que contrariou a Convenção Coletiva de Trabalho ao publicar Protocolo para filmagens em tempos de pandemia SEM dialogar com os seus representantes e com o Sindicato representativo dos profissionais da categoria. Não houve qualquer preocupação da produtora em promover DIÁLOGO e UNIÃO até ser questionada publicamente.

OS PROFISSIONAIS E PARCEIROS DE TRABALHO QUE CONHECEM A SERIEDADE DA PRODUTORA E O RESPEITO QUE SEMPRE TIVEMOS POR TUDO E COM TODOS SABEM QUE NÃO FARÍAMOS NADA DE FORMA LEVIANA, AMADORA OU INCONSEQUENTE. E DESSES PROFISSIONAIS, QUE SÃO DE FATO ESSENCIAIS NA CADEIA PRODUTIVA, ESTAMOS RECEBENDO APOIO.

A falta de respeito inicialmente se deu com as entidades do setor que estão se esforçando largamente para confeccionar um protocolo unificado do setor do audiovisual.

A parte final da Declaração de Responsabilidade elaborado pela Hungry Man, a ser assinado pelos técnicos, bem sinaliza a “seriedade” e o “respeito” dispensado aos profissionais: “Isento a hungry man de qualquer responsabilidade caso eu venha a contrair COVID-19, uma vez que esta tomou todas as providencias necessárias durante as referidas filmagens”.

NOS COLOCAMOS Á DISPOSIÇÃO DO MERCADO INTEIRO – SEJAM TÉCNICOS, PROFISSIONAIS, AGÊNCIAS, CLIENTES E ASSOCIAÇÕES – PARA QUAISQUER ESCLARECIMENTOS E/OU COLABORAÇÕES QUE POSSAM OFERECER AO DOCUMENTO.

A louvável atitude deveria ter sido tomada ANTES da publicação do protocolo.

ESSE MANUAL FOI ELABORADO COM UMA ASSESSORIA JURÍDICA E TAMBÉM MÉDICO CIENTÍFICA, SEGUINDO AS ORIENTAÇÕES DA OMS E TAMBÉM EM TOTAL ALINHAMENTO COM AS RECOMENDAÇÕES PUBLICADAS PELAS ENTIDADES RELACIONADAS AO SETOR AUDIOVISUAL.

O SIAESP entidade patronal que representa o setor nega veementemente ter sido comunicada pela Hungry Man. Os sindicatos profissionais do Brasil que representam o setor audiovisual também não tiveram participação ou foram comunicados da elaboração do Protocolo.

O Setor audiovisual apresenta peculiaridades, principalmente a aglomeração que, em face da generalidade das orientações da OMS, precisa de maior detalhamento. Este trabalho está sendo feito pelos atores sociais representativos da categoria, inclusive pela APRO.

 

Sindcine é uma marca registrada. Todos os direitos reservados.
Carregando . . .