Sindicato dos Trabalhadores na Indústria Cinematográfica e do Audiovisual dos Estados de São Paulo, Rio Grande do Sul, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Goiás, Tocantins e Distrito Federal.

Voltar
Notícias
publicado em 19/02/2019 - Notícias

PRIMEIRA PALESTRA DE APPS E TIS NO SINDCINE PARA  REGULARIZAR AUDIOVISUAL

Foi realizada hoje (19/fev/2019) no Sindcine a primeira palestra voltada para técnicos que requisitaram a Autorização Profissional Provisória (APP) e Técnicos Iniciantes, as duas novas categorias criadas para regularizar o acesso de novos profissionais às funções de técnicos do audiovisual. Estão abertas as inscrições para a próxima edição da palestra, agendada para 19 de março.

Participaram 29 pessoas, das quais 22 para Autorização Profissional Provisória e 7 para Técnicos Iniciantes. A palestra é dividida em duas partes: na parte inicial a Assistente de Direção Inês Mulin, sócia-fundadora do Sindcine, apresentou os fundamentos do comportamento e hierarquia nos sets de filmagem, o relacionamento entre os técnicos de diversas funções que atuam no set, entre outras informações, como segurança e respeito. Na segunda parte, Alexandre Hage, Coordenador de Cursos do Sindcine, explicou as características das duas categorias, suas diferenças e semelhanças.

Alexandre da Rosa participou da palestra para obter a APP, porque atua como ajudante de produção / set e quer regularizar sua situação. “Eu comecei como segurança de sets”, conta Alexandre, “e com o tempo passei a trabalhar como ajudante, mas agora preciso do DRT para que os contratos não gerem multas”. Ele já trabalha no setor há onze anos e pretende conseguir em breve seu DRT.

Vittoria Bronzo, de 21 anos, também solicitou a APP. Ela é eletricista e apoia a iniciativa do Sindicato: “A minha área envolve muitos riscos e é essencial que se exija qualificação para a função de eletricista”. Ela já realizou vários jobs e acredita que a regularização profissional incentivará a qualificação, com a exigência dos certificados de NRs e orientação quanto a medidas de segurança.

João Rafael de Sá é um Técnico Iniciante, que trabalha como ajudante de maquinária. Sá atuava em análise de sistemas anteriormente, e afirma que o audiovisual vai evoluir com uma maior regularização profissional. Como iniciante, ele será apresentado nos sets de filmagem por um profissional que irá se responsabilizar por ele. “Espero obter meu DRT em dois anos”, diz Sá.

A Autorização Profissional Provisória é a categoria indicada para quem já está atuando no setor há pelo menos um e no máximo três anos, mas ainda não tem DRT. A categoria Técnico iniciante atende quem está começando ou tem até um ano de experiência.

Estamos avançando para regularizar o mercado de trabalho do audiovisual. Se você não tem registro profissional (DRT), consulte o Sindcine para descobrir como obtê-lo.

Sindcine é uma marca registrada. Todos os direitos reservados.